PARQUES NACIONAIS E SUAS IMPLICAÇÕES PARA OS ASSENTAMENTOS RURAIS: O CASO DO PARQUE NACIONAL DA SERRA DA BODOQUENA (MS) E DO PROJETO DE ASSENTAMENTO CANAÃ

Autores

  • Márcio de Araújo Pereira
  • Cícero Antônio Oliveira Tredezini Universidade Fderal do Mato Grosso do Sul

Palavras-chave:

Assentamentos rurais, agricultura familiar, unidades de conservação, parques nacionais, desenvolvimento sustentável

Resumo

Objetivou-se,neste artigo,analisar as implicações sociais, econômicas e ambientais resultantes da criação do Parque Nacional da Serra da Bodoquena, para a comunidade de assentados do Projeto de Assentamento Canaã, verificando-se empiricamente a ação da presença de uma unidade de conservação federal do porte de um Parque Nacional na dinâmica de um assentamento. Metodologicamente, o estudo baseou-se nas três dimensões do Desenvolvimento Sustentável propostos pela World Comission on Environmental Development - WCED: Sociedade, Economia e Meio Ambiente, desmembrados em fatores ou critérios de sustentabilidade. No transcorrer da análise, podem-se identificar elementos que apontam indícios de que houve implicações nas dimensões em análise, refletindo a necessidade de se implementar programas de educação ambiental e de incorporação de novas tecnologias de produção compatíveis com os objetivos de preservação do Parque Nacional da Serra da Bodoquena.

Downloads

Publicado

2013-08-13

Como Citar

PEREIRA, M. de A.; TREDEZINI, C. A. O. PARQUES NACIONAIS E SUAS IMPLICAÇÕES PARA OS ASSENTAMENTOS RURAIS: O CASO DO PARQUE NACIONAL DA SERRA DA BODOQUENA (MS) E DO PROJETO DE ASSENTAMENTO CANAÃ. Organizações Rurais & Agroindustriais, [S. l.], v. 15, n. 1, 2013. Disponível em: http://www.revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/644. Acesso em: 5 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos