VIABILIDADE ECONÔMICA E FINANCEIRA DA PRODUÇÃO DE ETANOL DE BATATA DOCE EM MICRODISTILERIAS

Autores

  • Wania Kauana Bernardi Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Pedro Henrique Weirich Neto Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Jaime Alberti Gomes Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Aghata Cristie Rewa Charnobay Universidade Estadual de Londrina
  • Reginaldo Ferreira Barreiros Universidade Estadual de Ponta Grossa

Palavras-chave:

Biocombustível, Bioenergia, Agricultura Camponesa

Resumo

A demanda por energia renovável está se expandindo em todo o mundo, estimulando o setor de biocombustíveis. A batata-doce, por sua
produtividade e adaptação edafoclimática, apresenta potencial para geração de etanol. A cultura também desempenha um importante papel social, pois está diretamente ligada aos sistemas de produção camponês. Como todo projeto necessita de planejamento antes da execução, propusemos analisar a viabilidade econômico-financeira da produção de etanol de batata-doce em microdestilarias. As simulações foram realizadas para doze cenários, variando fatores como custos, teor de amido, impostos e preço de venda. O Valor
Presente Líquido (VPL), a Taxa Interna de Retorno (TIR) e o Payback foram usados como ferramentas de estudo. Os cenários mais promissores foram aqueles com capacidade de produção de microdestilarias de 807 L dia-1 e venda direta ao consumidor. O cenário
doze, envolvendo 58 agricultores que fornecem à planta 30 Mg ha-1 de batata-doce, com teor de amido de 300 g kg-1, operação da planta 11 meses ao ano, venda realizada por BRL 2,92 L-1 e isenção do PIS/Pasep e da Cofins, foi o mais atrativo. Este resultou em VPL de BRL 4.053.178,70, TIR de 39% e Payback de 4,43 anos. Cenários com produção de etanol de 403 L dia-1 mostraram-se inviáveis ou pouco atraentes economicamente.

Biografia do Autor

Pedro Henrique Weirich Neto, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Has degree in Agricultural Engineering by Universidade Federal de Pelotas (UFPel) (1988) and Ph.D. in Agricultural Engineering by Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) (2004). Currently is professor at Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) subject responsibly at Agricultural Mechanization in Agronomy and Animal Science undergraduate courses and Spatial Compliance Variability of the soil and plant in Agronomy graduate course and Scientific Methodology for graduate course of Bioenergy. As a researcher has experience in the area of Agricultural Engineering (no tillage systems), spatial variability of the soil and plant variables, and biofuel. As a Rural Extensionist works with sustainable agricultural in smallholder farm (dairy, landrace maize seeds and compliance Brazilian environmental law)

Downloads

Publicado

2021-10-22

Como Citar

BERNARDI, W. K.; WEIRICH NETO, P. H. .; GOMES, J. A. .; CHARNOBAY, A. C. R. .; BARREIROS, R. F. . VIABILIDADE ECONÔMICA E FINANCEIRA DA PRODUÇÃO DE ETANOL DE BATATA DOCE EM MICRODISTILERIAS. Organizações Rurais & Agroindustriais, [S. l.], v. 23, p. e1777, 2021. Disponível em: http://www.revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/1777. Acesso em: 27 jan. 2022.

Edição

Seção

Contabilidade e Finanças