ANÁLISES DOS FATORES CONDICIONANTES DA GESTÃO DE CUSTOS INTERORGANIZACIONAIS EM UMA INDÚSTRIA DE QUEIJOS

Autores

  • Francieli Pacassa Universidade Comunitária da Região de Chapecó - UNOCHAPECÓ
  • Antonio Zanin Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS
  • Silvana Dalmutt Kruger Universidade Comunitária da Região de Chapecó - UNOCHAPECÓ
  • Edicreia Andrade dos Santos Universidade Federal do Paraná - UFPR

Palavras-chave:

Cadeia de suprimentos, vantagem competitiva sustentável, setor leiteiro

Resumo

A Gestão de Custos Interorganizacionais (GCI) é considerada uma importante prática de gestão estratégica adotada pelas empresas em busca de gestão das operações conjuntas, redução de custos de produção, coordenação estruturada de atividades e obtenção de vantagem competitiva sustentável. Assim, este estudo visa analisar os fatores condicionantes da GCI em uma indústria de queijos do oeste de Santa Catarina/Brasil. Metodologicamente, a pesquisa caracteriza-se como descritiva, de estudo de caso, com abordagem qualitativa. O ambiente de estudo está relacionado a uma cadeia de suprimentos do setor leiteiro, formada por uma indústria de queijo e três respectivos fornecedores e clientes. O instrumento de coleta, composto por três roteiros distintos, seguiu o modelo conceitual de fatores condicionantes da GCI proposto por Souza (2008). A coleta de dados foi realizada a partir de entrevistas semiestruturadas com gestores de nível estratégico. Utilizou-se o software Atlas Ti e a técnica de análise de conteúdo para tratamento dos dados. Os resultados apontam a presença de interdependência, estabilidade, cooperação, benefícios mútuos e confiança na empresa focal em estudo, o que torna a utilização da GCI possível e recomendada a elos a montante. Observou-se, ainda, a presença de redes do tipo democrática e níveis de relacionamento comuns, em que existe uma menor inter-relação entre a empresa focal e seus parceiros, em que fatores como nível de interdependência, confiança, estabilidade, cooperação e benefícios mútuos são baixos e tornam a aplicação da GCI improvável. De forma geral, os achados permitem analisar a propensão das empresas a trabalharem de forma colaborativa.

Biografia do Autor

Francieli Pacassa, Universidade Comunitária da Região de Chapecó - UNOCHAPECÓ

 

 

Downloads

Publicado

2022-07-14

Como Citar

PACASSA, F.; ZANIN, A.; KRUGER, S. D.; DOS SANTOS, E. A. . ANÁLISES DOS FATORES CONDICIONANTES DA GESTÃO DE CUSTOS INTERORGANIZACIONAIS EM UMA INDÚSTRIA DE QUEIJOS. Organizações Rurais & Agroindustriais, [S. l.], v. 24, p. e1798, 2022. Disponível em: http://www.revista.dae.ufla.br/index.php/ora/article/view/1798. Acesso em: 1 dez. 2022.

Edição

Seção

Sistemas agroindustriais e sustentabilidade